Internação Involuntária em Clínica de Reabilitação de São Paulo – SP
junho 22, 2022

Internação Involuntária em Clínica de Reabilitação de São Paulo – SP

No processo de internação em uma Clínica de Reabilitação de São Paulo, um tipo comum é a Internação Involuntária, que ocorre quando o dependente químico não possui a conscientização do alto nível de seu vício em drogas ou álcool, colocando a sua vida ou a vida de outras pessoas em risco (como familiares).

Normalmente, quando uma pessoa não consegue reconhecer que sofre de dependência química grave, ela será submetida a um procedimento de internação involuntária ou internação compulsória.

Este procedimento deve ser realizado através de uma clínica de reabilitação com profissionais qualificados e possui como maior objetivo salvar a vida do dependente em drogas.

  • Mas, como exatamente a internação involuntária deve ser realizada?

  • Quem é o responsável por fazer o pedido para uma internação involuntária?

  • Quem pode solicitar uma internação involuntária para uma clínica de reabilitação de São Paulo?

Se você está em São Paulo e deseja saber tudo sobre o assunto, neste artigo, aprofundaremos no a internação involuntária realizada em uma Clínica de Reabilitação e responderemos algumas de suas dúvidas.

O que é internação involuntária em Clínica de Reabilitação?

O primeiro tópico deste artigo é sobre como explicar o significado desse procedimento utilizado pelos familiares para conter o vício descontrolado de usuários de drogas.

Trata-se de uma modalidade de internação legal, ou seja, na perspectiva de uma garantia legal de internação, é uma alternativa ao tratamento de um usuário de drogas que resiste à internação voluntária, para buscar o libertar do vício em drogas ou álcool.

Existe até uma lei aprovada pelo Congresso Nacional que autoriza a internação involuntária (sem consentimento) de dependentes químicos. A internação involuntária em uma clínica de reabilitação em São Paulo, deve ser prescrita por um médico e por um período máximo de 90 dias, tempo mínimo necessário à desintoxicação do dependente químico.

No caso de internação involuntária, pessoas próximas ao dependente químico (como familiares de 1º grau ou responsáveis legais) podem solicitar a internação sem a aprovação do paciente.

A internação involuntária em uma clínica de reabilitação nunca deve ser considerada como primeira escolha para o tratamento de um usuário de drogas de São Paulo, mas quando a situação do dependente em drogas é grave, esta ação deve ser sim tomada.

Não pense na internação involuntária como um castigo e sim como um ato de amor. Em nossa Clínica de Reabilitação, diariamente temos relatos de famílias que são destruídas por causa das drogas e infelizmente relatos de parentes que perderam suas vidas por causa do vício, então, a internação involuntária é uma opção que salva vidas.

Quando solicitar a Internação involuntária de um Dependente Químico?

Como mencionado anteriormente, a internação involuntária não é regra em todos os casos de dependência química, pelo contrário, costuma ser considerada uma opção para o tratamento após os familiares tentarem de todas as formas conscientizar o dependente da necessidade de procurar uma Clínica de Reabilitação em São Paulo.

Quando uma pessoa não reconhece a gravidade do vício, representa grave ameaça para ela e para as pessoas ao seu redor, é necessária a internação involuntária.

Por exemplo, a internação involuntária em uma clínica de reabilitação também é indicado para evitar um surto de doença mental causado pelo uso de drogas. Muitos dependentes químicos, quando estão sobre o efeito da droga, se tornam violentos, desta forma, a internação se faz de extrema necessidade.

Como proceder para Internação Involuntária em uma Clínica de Reabilitação de São Paulo?

No início deste artigo, informamos que os membros da família ou tutores legais podem eventualmente pedir a internação involuntária em uma Clínica de Reabilitação de São Paulo.

A Lei nº 13.840 de 2019 permiti que funcionários públicos e assistentes sociais do sistema de saúde do país façam essa solicitação.

Porém, para isso, é necessária a autorização de um médico que após a análise do caso fará o pedido.

Independentemente de quem fez a solicitação, o período máximo de internação involuntária na clínica de reabilitação é de 90 dias, podendo ser prorrogada em casos muito específicos.

No entanto, familiares ou responsáveis legais podem solicitar a qualquer momento a interrupção do tratamento, da internação na clínica de reabilitação e o paciente pode deixar a clínica.

Clínica de Reabilitação com Internação Involuntária em São Paulo

Em São Paulo, existem dezenas de Clínicas de Reabilitação, muitas oferecem a opção de internação involuntária, mas saber quais estão regulamentadas, quais realizam esta ação de forma humanizada e quais possuem profissionais qualificados para realizar a internação de forma correta, é uma questão bem complicada de se saber.

Por isso estamos aqui, para lhe ajudar neste momento e lhe assegurar uma internação e um tratamento de qualidade para seu familiar. Entre em contato conosco agora mesmo!

Estamos disponíveis para efetuar os procedimentos corretos para a internação involuntária em nossa clínica de reabilitação e com extremo respeito ao dependente químico.

A Internação Involuntária em uma Clínica de Reabilitação Funciona?

Muitas pessoas acreditam que a internação involuntária corresponde a “capturar” o dependente em drogas ou alcoólico, colocá-lo em um quarto branco sem janelas e aplicar uma sequência de sedativos, mas isso não é o que acontece nas Melhores Clínicas de Reabilitação de São Paulo.

A escolha de proceder com a internação involuntária para uma familiar é de não mais aceitar o vício e os desejos do dependente, é desejar o melhor para a vida do seu familiar.

Após a internação involuntária e a superação da fase de desintoxicação, o dependente químico inicia um processo de autoconhecimento, a conscientização da necessidade do tratamento e aprendizagem de como viver sem a droga viciante.

Neste momento, o que era involuntário para a ser totalmente voluntário.

Nenhum dependente químico deseja ser um viciado, compreenda que esta é uma doença grave e que seu familiar deseja de fato ser livre.

Então, com a internação involuntária em uma clínica de reabilitação, o dependente consegue ver que pode, através de um tratamento adequado, vencer o vício.

O dependente químico, muitas vezes até violento com seus familiares, em sua maioria terminam o tratamento em nossas clínicas com a gratidão pela internação e com as mudanças para uma vida totalmente nova.

Então, a internação involuntária em uma clínica de reabilitação funciona, desde que realizada de forma correta e que a clínica possua uma metodologia adequada, aplicada por profissionais competentes em reabilitação humana.